quarta-feira, agosto 10, 2005

Família, Família ...



Eu reencontrei meu sobrinho mais velho no orkut um dia desses, aliás, foi ele quem me achou. Quem foi que disse que o orkut não serve pra nada heim? :)

Não que a gente more a um oceano de distância, na verdade ele mora há algumas quadras daqui de casa, mas sabe cuméné, por conta dessa vida muderna a gente acaba se afastando muito das pessoas, mas graças a esse encontro eu descobri o msn dele e começamos a se falar quase que diariamente, e eu confesso que estou adorando isso. Eu fui tia muito cedo, quando ele nasceu eu tinha 13 anos, e apesar de adorar ter um bebê novo na família, eu não gostava muito da idéia de ser tia tão cedo, aquilo me dava a sensação de estar ficando velha! eu me sentia velha com apenas 13 anos, hehehe, tanto é que quando o menino começou a falar e me chamava de tia, eu repetia pra ele insistentemente:

- Me chame de Márcia, porque eu não sou sua tia !

Acho que minhas raizes de tia cruela já existiam aí, hehehe, tomara que ele não se lembre disso, porque hoje eu adoro ser chamada de tia :)))

O Raphael hoje está com 22 anos e é engraçado como a nossa diferença de idade desapareceu depois de alguns anos. A gente conversa sobre filmes, internet, músicas, trabalho, sobre os lugares que ele frequenta, e confesso que estou admirada em conhecer melhor esse sujeito bacana em que se transformou meu sobrinho. Ele é um menino inteligente, super bem humorados, sai com umas tiradas fantásticas de vez em quando e é bem educado, já que raramente eu ouço ele falar um palavrão, o que é comum no vocabulário de muitos garotos nessa idade.

Sábado passado ele até saiu com a gente. Fomos jantar no Outback, porque ele ainda não conhecia, e a noite foi muito divertida. Trocamos uns filmes de dvd (ele me emprestou a trilogia do Guerra nas Estrelas, que eu ainda não vi) e levou alguns filmes aqui de casa, e hoje no msn falou:

- tia, você vai estar em casa hoje?
- vou sim
- então eu vou devolver seus filmes e pegar outros, posso?
- claro!


Cheguei em casa e já fui logo preparar o jantar, afinal, o menino iria chegar do trabalho com fome né, então achei melhor cozinhar. Quando o jantar estava pronto e eu vi que ele não chegava, resolvi ligar:

- Rapha, você não vem?
- Ahh tia, cheguei agora. ta muiiito frio, eu não vou não ...
- Ahh, tudo bem né. Então nós já vamos jantar.

Ele agradeceu e desligou o telefone.

E agora, o que eu faço com esse monte de comida ????


Um comentário:

Denise disse...

Menina, coloca a comida no frizer e passa a semana sem ir para cozinha, hehe, mudando de assunto vc precisa fazer um passeio na Disney, é um sonho, existe briquedos para todas as idades. Estou evitando de colocar fotos no fotoblog porque quando fiz o blog combinei com meu marido de não colocar fotos nossa, só que como não tirei fotos só dos briquedos tive que colocar aquelas que estão no blog, mas ele não sabe, hehehhe