terça-feira, novembro 29, 2005


Image hosted by Photobucket.com



Eu tô aqui devorando um pacote de pão de mel. Olha, eu gosto tanto de pão de mel que pra vocês terem uma idéia do tanto que eu gosto, vou até contar uma historinha.



Teve uma vez que eu resolvi fazer regime e mesmo estando de regime eu fui ao mercado mas não voltei sem meu pacote de pão de mel. Como eu estava de regime, a minha intenção não era comer, só deixa-lo ali a vista, para eu saber que tinha, mas eu sabia que não devia comer. Eu fiz o mercado num sábado de manhã e desde a hora que eu cheguei em casa ele ficava ali me olhando, mas como meu regime era sério eu resistia bravamente até que chegou o domingo a noite, eu naquela larica danada por um doce, já que isso sempre acontece quando a gente resolve fazer regime, eu resolvi me render e comer ao menos um pão de mel. Eu lembro que estava na casa da minha sogra e a única coisa que conseguia pensar era em ir embora pra casa pra devorar o doce e quando eu cheguei foi exatamente isso que eu fiz. Avancei feito uma louca desvairada em cima doi pacote, rasguei com toda força do mundo e finalmente coloquei meu objeto de desejo na boca para saborear aquela iguaria, quando de repente...

Cuspi tudo fora! tinha um tremendo de um fio de cabelo nojento misturado no biscoito! fio de cabelo não, aquilo era uma verdadeira peruca !!! Credo, que nojo que eu senti aquele dia e além daquele que já estava mordido, eu joguei fora o pacote inteiro . Eu sempre acreditei que esse episódio que aconteceu comigo foi um castigo dos céus ...

A dieta daquela vez foi um sucesso, mas eis que alguns anos depois eu engordei tudo de novo
( e mais um pouco) e não quis mais nem saber se tinha fio de cabelo ou não no biscoito, continuei comprando e comendo, e hoje se duvidar, como com peruca e tudo!

Um comentário:

Franci disse...

Oi Marcia tudo bem?
Essas histórias que vc conta são ótimas!
Acho que foi castigo mesmo! Deus queria contribuir para sua dieta.
Eu não gosto de pão de mel, sofro de outro mal, adoro brigadeiro, isso mesmo não consigo viver sem, para mim quando estou de dieta é uma tortura ficar sem.
bjs,
Franci.